Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha Experiência com Cancro da Mama

O meu nome é Carla Amorim e vou aqui contar a minha experiência. Um Blog criado para falar sobre cancro da mama, do dia a dia e outras coisas.

A minha Experiência com Cancro da Mama

O meu nome é Carla Amorim e vou aqui contar a minha experiência. Um Blog criado para falar sobre cancro da mama, do dia a dia e outras coisas.

Diagnóstico de Cancro da Mama, em que situações se tira os Gânglios Linfáticos?

Diagnóstico de Cancro da Mama, em que situações se tira os Gânglios Linfáticos?


O cancro da mama pode-se espalhar para os gânglios linfáticos e depois para o resto do organismo. Assim, é importante removê-los por forma a evitar que se espalhe. Hoje em dia cada vez mais, se utiliza biopsia do gânglio sentinela, verificando se o mesmo está afectado ou não. Caso não esteja não se efectua o esvaziamento axilar. Caso dê positivo então terão de ser removidos.
As pessoas a quem são removidos, poderão vir a sofrer de Linfedema, que é um inchaço provocado pela acumulação de liquido linfático nos tecidos.

Cancro da mama e a soja.

Algumas pessoas não sabem mas quando fazem determinadas dietas, tenham atenção à inclusão de soja na alimentação principalmente se teve cancro da mama. No meu caso, o IPO proibiu-me totalmente a soja, devido ao meu tipo de cancro. Deixo o artigo abaixo:

http://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/soja-e-cancro-da-mama

Suspeita de cancro da mama, o que fazer?

Hoje uma leitora minha pediu-me para ajudar com algumas dúvidas. Aqui fica a minha resposta, sendo que isto é o que normalmente acontece, o seu médico é que deverá decidir o que é o mais indicado:

Caso detecte alguma diferença na sua mama, deverá contactar o seu médico que pela apalpação e historial familiar, decidirá o que fazer. Em caso de desconfiança de cancro da mama, o seu médico deverá pedir uma mamografia e se necessário uma ecografia mamária ou ainda uma ressonância magnética.
Com as imagens da mamografia, o médico avalia a necessidade de exames adicionais. Se efectivamente as imagens tiverem alguma coisa suspeitas, deverá ser pedida uma biopsia. Com a biopsia retira-se tecido da mama que vai para análise. Por norma a biopsia deverá ser feita por um cirurgião ou um médico especializado em doenças de mama. Para quem é de Lisboa aconselho o IRE Centro de Senologia. http://ire.pt/

A biopsia vai para análise e um patologista analisa o tecido, para ver se tem células cancerígenas.
Se existirem células cancerígenas, o patologista pode, então, caracterizar o tipo de cancro.
O tipo de cancro da mama mais comum é:
- o carcinoma ductal: tem início no interior dos ductos (canais de passagem do leite).
- Outro tipo de cancro da mama é o carcinoma lobular: tem início nos lóbulos (locais onde se forma e armazena o leite).

Se o diagnóstico for cancro, o médico poderá pedir testes laboratoriais especiais, no tecido que foi removido. Os resultados destes testes irão ajudar o médico a saber mais sobre o cancro e a decidir o tratamento.

Todas as mulheres com cancro da mama irão fazer o teste dos receptores hormonais. Esta informação é relevante para saber se o cancro necessita de hormonas (estrogénios ou progesterona) para se desenvolver.

Deverá ser analisado e pesquisado o aumento do receptor-2 para o factor de crescimento epidérmico humano (HER2) - receptor existente na membrana das células tumorais. Esta alteração corresponde a um sub-tipo específico de cancro da mama, denominado cancro da mama HER2 positivo (HER2+). O cancro da mama HER2+ está associado a maior agressividade da doença.

Espero ter ajudado.